Documento sem título
   
 

Continue lendo...
S l i d e S h o w - by tmferreira


Os comentários aqui postados, são de responsabilidade exclusiva de seus autores, e, não representam a opinião deste site.
De: Euclides Casanova   Para: Aquidauanenses
Mensagem: Poliesportivo:
O retrato do descaso com o patrimônio publico
Palco de grandes eventos esportivos, culturais e religiosos que atraia milhares de pessoas, o Ginásio Poliesportivo de Aquidauana, construído nos idos dos anos 80, encontra-se hoje completamente abandonado, sem receber o mínimo de atenção do poder público, está se deteriorando a cada dia, servindo apenas como abrigo de pombos, a quadra vive coberta por fezes das aves e também pode haver poças de água favorável a proliferação de focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da febre chikungunya, zika e dengue, isso sem falar no reservatório de água que não se sabe em que estado se encontra.
Em outubro de 2013 o Corpo de Bombeiros realizou uma vistoria no prédio e constatou a precariedade da estrutura que já oferecia perigo a todos que utilizavam aquele espaço, interditando-o às vésperas do início dos XXXVI Jogos da Primavera.
Dessa data para cá, o complexo que foi construído para ser espaço de esporte, lazer e atividades físicas para a comunidade escolar e a população em geral, foi totalmente abandonado pelo poder público municipal e estadual, responsáveis em cuidar e fazer a manutenção desse espaço esportivo. Assim, os problemas e risco aumentaram, fechando de vez a possibilidade de realizações de grandes eventos, como acontecia antes. “Não estamos perdendo só a parte física do Poli, a gente perde parte da nossa grande história esportiva e cultural”, lamentou um professor de educação física que não quis se identificar.
Nesse período, algumas ações isoladas para recuperar o ginásio foram feitas pela Câmara de Vereadores. Contudo, a atuação pífia, desgastou o poder, que sem credibilidade, força política e empenho também do chefe do executivo e deputados, todos avessos à prática e incentivo esportivo, as parcas indicações com pedidos de emendas não surtiram nenhum efeito positivo.
E assim está até hoje um dos símbolos do esporte de Aquidauana, largado às traças, servindo apenas de promessa de político em período eleitoral, como aconteceu no dia 15 de maio de 2015, quando o governador Reinaldo Azambuja, esteve em Aquidauana, acompanhado de praticamente todo o seu secretariado, deputados, entre eles Felipe Orro.
Na frente de um número significativo de pessoas, lideranças diversas, vereadores e o prefeito José Henrique, o governador (sic) “assinou o termo de repasse de reforma do Estádio Municipal “Mário Pinto”, para que o Aquidauanense dispute a série B do Campeonato Brasileiro”. Além disso, falou sobre “um possível repasse para a reforma do poliesportivo de Aquidauana”, assim se reportou a imprensa oficial do município, naquela oportunidade.
Porém se constatou que esse ludibriante jargão não passou de promessa para credenciar os candidatos do seu partido e aliados a disputar as últimas eleições. Assim como, o tão lembrado asfalto da Estrada Parque que liga os distritos de Camisão e Piraputanga em período eleitoral. Certamente será promessa requentada em 2018. Estrada Parque – esse é o tema do nosso próximo comentário! (Fonte: Euclides Casanova).
Data: 05/12/2016 às 17:02:39


TOTAL DA ÁREA É 69 MIL HECTARES > > > VALOR R$ 900 ( NOVECEN...
Continue lendo...
 
  AQUIDAUANA ONLINE - Rua Estevão Alves Corrêa, 1042, Centro,
Cep 79200-000 - Aquidauana/MS - Tel: 67: 9861-4111