Documento sem título
   
 

Continue lendo...
S l i d e S h o w - by tmferreira


Os comentários aqui postados, são de responsabilidade exclusiva de seus autores, e, não representam a opinião deste site.
De: tá bom....   Para: acredite se quiser
Mensagem: Para líderes de PT, PMDB e PSDB, áudios não comprometem Renan

Os líderes do PT, Paulo Rocha (PA), do PMDB, Eunício Oliveira (CE), e do PSDB, Cássio Cunha Lima (PB), no Senado disseram nesta quarta-feira (25) que as gravações de conversas entre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, divulgadas na edição desta quarta-feira (25) do jornal "Folha de S.Paulo", não comprometem o presidente da Casa.

Para o líder do PMDB no Senado, não há "nada que comprometa" o presidente Renan Calheiros nos áudios divulgados nesta quarta.

"Pelo que eu vi, não vi absolutamente nada comprometedor. Aquilo que o presidente Renan fala numa gravação clandestina de uma outra pessoa é o que ele já tinha tornado público para a imprensa brasileira qual era o posicionamento dele, do ponto de vista das questões das delações. Absolutamente nada nada que possa comprometê-lo nessa gravação", disse o líder peemedebista.

A opinião é a mesma do líder do PT na Casa, Paulo Rocha, que afirmou à imprensa nesta quarta não ver "nenhuma gravidade" nos áudios.

"Comentar que tem que mudar esta ou aquela lei, acho que isso é próprio do parlamentar que está preocupado em solucionar os problemas do país", disse Rocha.

Outro líder a relativizar o teor das gravações divulgadas nesta quarta foi Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Ele disse, inclusive, que é "impossível" impedir o funcionamento da Operação Lava Jato.

"Sobre a questão do Renan, não vejo nada que caracterize obstrução de Justiça ou uma tentativa de impedir o funcionamento da Lava Jato, até porque isso é impossível", alegou o líder tucano.

O senador Humberto Costa (PT-PE), que era líder do governo Dilma Rousseff no Senado, minimizou em entrevista a jornalistas as declarações de Renan Calheiros divulgadas pela “Folha". Para Costa, Renan não cometeu nenhum crime nem indicou que tentaria obstruir a Justiça no diálogo revelado.

“Renan, na verdade, emitiu algumas opiniões que tem sobre a legislação de organizações criminosas no Brasil. Isso é uma opinião compartilhada por muitos advogados e, até mesmo, por senadores que acham que, depois deste processo todo, seria importante aperfeiçoar a legislação. Portanto, acho que ali não há nenhum crime, nenhuma manifestação de tentativa de obstrução da Justiça, diferentemente da gravação que envolve o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá”, considerou Humberto Costa.
Data: 25/05/2016 às 23:16:41


5.000 Há em Soja no Pará. 10 Anos Prazo. Fazenda Agrícola c/ ...
Continue lendo...
 
  AQUIDAUANA ONLINE - Rua Estevão Alves Corrêa, 1042, Centro,
Cep 79200-000 - Aquidauana/MS - Tel: 67: 9861-4111